Map route

MOLINO DE LA NEGRA

Inicie sessãoou registe-se para votar ou adicionar aos favoritos

Registo: PR-CC97

Formas de viagem : A pé

  • Janeiro red
  • Fevereirogreen
  • Marçogreen
  • Abrilgreen
  • Maiogreen
  • Junhogreen
  • Julhogreen
  • Agosto
  • Setembro
  • Outubro
  • Novembro
  • Dezembro
  • Óptima: verde
  • Media: amarela
  • Mala: vermelho

Distância Distância: 15,6 km

Altura máxima Altura máxima: 503,4 m

Altura mínima Altura mínima: 407,7 m

Inclinação positiva (ida) Inclinação positiva (ida): 223,5 m

Diferença negativa (volta) Diferença negativa (volta): 241,3 m

Tempo previsto Tempo previsto: 3 horas y 45 minutos

Rota Tipo Rota Tipo: Circular

Descrição:

Trata-se de um percurso circular com início e final em Valencia de Alcántara, e uma derivação a meio caminho, que conduz até ao moinho de La Negra, limite meridional do Parque Natural do Tejo Internacional. É um percurso muito cómodo de efectuar, pois transita por um caminho muito largo e em bom estado, excepto no troço de ida e volta ao moinho de La Negra, onde há um certo declive no qual o trilho se transforma em carreiro.

Desenvolve-se por uma zona onde o batolito granítico da campina valenciana aflora em numerosos lugares, criando uma paisagem muito singular, salpicada de sobreiros (Quercus suber) e carvalhos-negrais (Quercus pyrenaica), aos quais se suma o magnífico bosque de galeria do arroio de La Miera e o rio Sever, onde se localizam os restos do moinho de La Negra e onde abundam os amieiros (Alnus glutinosa) e os freixos (Fraxinus angustifolia), junto a uma frondosa vegetação ribeirinha. Aqui destaca-se a presença de espécies tão escassas da nossa fauna como o lagarto-de-água (Lacerta schreiberi), a lontra (Lutra lutra) e abundava até há pouco tempo o lagostim-de-patas-brancas (Austrapotamobius pallipes). Podem ainda avistar-se um sem fim de aves florestais e ribeirinhas como a alvéola-cinzenta (Motacilla cinerea), o guarda-rios (Alcedo atthis) e o papa-figos (Oriolus oriolus).

Outro grande atractivo deste percurso circular é o impressionante património megalítico desta zona da fronteira, pois passa muito perto dos dólmenes de Las Lanchas, Changarrilla, El Corchero, Huerta de las Monjas e, sobretudo, o da Tapada del Anta, a escassos 200 metros do percurso e um dos maiores que se podem visitar na comarca.

Meio MIDE: O meio não está isento de riscos

Itinerário MIDE: Caminhos e cruzamentos bem definidos

MIDE displacement: Muita superfície lisa